Carregando...
Compartilhar:
Filosofia da física, A

Lawrence Sklar
328 páginas
ISBN: 978-65-5639-012-3
Tradução: Pedro Galvão, Paula Mateus e Desidério Murcho
Revisão técnica: Ana Simões e Paulo Crawford
R$ 88,00  R$ 52,80

Em torno do século VI a.C., pensadores jônicos, hoje conhecidos como pré-socráticos, começaram a tentar compreender o mundo de uma forma nova, substituindo as antigas construções mitológicas por especulações filosóficas para chegar a uma explicação racional do Universo. Foi o começo de uma aventura intelectual decisiva na história humana, que inicialmente, e durante muito tempo, não separou o que hoje denominamos filosofia e ciência.

O avanço do conhecimento provocou uma grande cisão. A filosofia afastou-se das coisas, centrando sua preocupação nos níveis mais abstratos da natureza do ser, enquanto as ciências se especializaram, desenvolvendo conceitos e métodos voltados para descrever diferentes aspectos do mundo.

Mas é falso imaginar que o pensamento possa se desenvolver plenamente em domínios separados, um apoiado na razão abstrata, outro em dados empíricos. As ciências naturais, a matemática, a lógica e a filosofia formam um contínuo unificado de conhecimentos e crenças que combina observação e racionalidade.

Ciências naturais e filosofia voltaram a se misturar profundamente com a formulação de teorias científicas mais gerais, mais fundamentais e mais abstratas, como a mecânica estatística, a relatividade e a mecânica quântica, cujos resultados exigem interpretações muito sofisticadas e impõem uma revisão radical da nossa concepção do mundo. Os filósofos tiveram que acompanhar essa evolução, enquanto os cientistas voltaram a enfrentar, cada vez mais, questões que a tradição ocidental havia reservado à filosofia.

É o que Lawrence Sklar -- professor emérito da Universidade de Michigan e ex-presidente da Sociedade de Filosofia da Ciência dos Estados Unidos -- estuda magistralmente neste volume.

César Benjamin